"Um atentado ao bom gosto e à moda"

sábado, março 30, 2013

Utilizo o comentário de uma leitora para fazer o primeiro post do dia de hoje, também inspirada por um artigo que acabei de ler, da Elle Magazine, com o tema "Errar é Moda".

Quem me conhece sabe que não tenho qualquer tipo de problemas em criar looks mais arrojados, em quebrar convenções, em ir mais além em termos criativos. E gosto de, em eventos de moda como a Moda Lisboa ou o Portugal Fashion, ousar e abusar dos looks, uma vez que no quotidiano vestir-me assim não será tão prático.

Como é óbvio gostos não se discutem e não gostamos todos do mesmo. Se assim fosse, o mundo seria entediante. Mas nem todos sabem apreciar moda, assim como nem todos sabem apreciar obras de arte. Já ouvi alguém dizer, a olhar para um quadro de Matisse, "que horror", porque não percebe nem entende a técnica, o objectivo e a mensagem do mesmo. Não consegue fazer a leitura. Foge ao convencional e é logo classificado na prateleira do horror.

Há uns bons anos atrás lembro-me que pintar as unhas de preto não era visto com bons olhos. Ou usar um par de sapatos vermelhos. Na altura em que usava tanto uma coisa como outra era olhada de lado, porque as pessoas não consideravam moda e associavam ao lado mais obscuro da vida (preto = gótico, vanguardista, punk,  | vermelho = prostituição). Parece exagero? Então recuem 25 anos...

E agora tudo isto é visto com superficialidade. Já ninguém associa a nada. É moda, é giro, ponto!

Vestirmo-nos todos de igual, não arriscar, isso é fácil. Porque não há julgamentos, não há criticas. E sei que é o que muitos gostam, porque é convencional e não foge às regras.

Mas sinceramente, o convencional aborrece-me. Talvez por isso o meu estilo seja tão eclético. E talvez por isso seja tão ávida de street style nas fashion weeks. Adoro coisas diferentes e estilos originais. 

Mas não é isto moda? 

A moda neste momento tem o lema "Errar é Fashion" porque tudo o que parecia errado há uns anos transformou-se agora em hits de moda.

Os lenços na cabeça (coisas da avó), as mini-meias brancas usadas com uns mocassins e calças curtas (coisas do geek), a sweatshirt larga coordenada com uma saia de cintura subida (coisas de um look domingueiro), o look árvore de natal com o exagero dos acessórios, com braços e pescoços cobertos com dúzias de acessórios (coisas de uma louca excêntrica), os vestidos tipo tapeçarias (coisas da D. Laurinda, a vizinha da avó), o mix de padrões, onde riscas, flores, quadrados, bolas se misturam de forma deslumbrante (coisas de panos de cozinha), o cap masculino (coisa kitsch e impensável), as sobrancelhas grossas (coisa de Frida Kahlo), entre outras coisas que agora são consideradas moda e que há uns anos atrás eram consideradas verdadeiros atentados ao bom gosto e à moda!

Volto a dizer, gostos não se discutem, mas quem ama, respira e vive moda sabe que "a moda é feita de maneiras e modos de se vestir". Sem julgamentos, sem opressões. Apenas a beleza de apreciar algo criativo, diferente e original. Ou a beleza de apreciar algo clássico, intemporal e perene. xx***


















You Might Also Like

6 comentários

  1. O post dá que pensar. Por um lado, adoro as novas (ou algumas, revivalistas) opções de styling que têm surgido, que permitem uma liberdade criativa e a reciclagem, ou diferente reutilização de peças, como há muito não se via. Por outro, há que ter em conta que nem toda a gente tem habilidade para misturar. E o dar nas vistas pelo dar nas vistas está a banalizar-se tanto que prefiro um regresso aos bons tempos, quando os convidados nos desfiles vestiam sobriamente de preto...

    ResponderEliminar
  2. concordo a 120% contigo!!! sempre disse isto e continuo a reiterar: se eu não me meto nem implico com as pessoas mais conservadoras e clássicas e acredita, há ali muita coisa aborrecida a ferir-me a vista, porque é que elas se arrogam no direito de criticar o que eu visto de mais arrojado?
    há que nos respeitar mutuamente acima de tudo!!! tenho dito!
    adorei o teu post
    *****
    HF
    http://the-hf-blog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Uma pessoa deve usar e fazer o que gosta, e pronto! Nunca me apontaram, que me lembre, em termos de "look", mas já me acharam maluca por pequenas atitudes diferentes do comum. Inicialmente, é aborrecido, mas depois já nem ligamos e continuamos orgulhosamente ;)
    Beijinhos, boa Páscoa!

    ResponderEliminar
  4. Tal como tu, e nisso somos bem parecidas, gosto de arrojar, de usar looks excentricos e divertidos, que nos dão algum ' trabalho' a criar.

    Porque é isso que faz um apaixonado por moda! Ver para alem dos outros, ser diferente e nao ter medo que nis olhem de lado!

    adorei o post e concordo ctg, claro!

    Bjo

    ResponderEliminar
  5. Muito bem dito, Caucau!
    Ignora essas opiniões. Quem tem de gostar daquilo que vestes e usas és tu. Se tu gostas, nada mais importa :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelos vossos comentários. xx***

Like us on Facebook

Add us on snapchat

Add us on snapchat

Subscribe